OUTUBRO ROSA: Mês da conscientização do diagnóstico precoce do câncer de mama

 

Embora muitos ainda não saibam, o movimento Outubro Rosa teve início com uma corrida em prol da cura do câncer em 1990 na cidade de New York. Nos anos seguintes outras cidades americanas entenderam a importância do alerta e deram início a eventos no mês de outubro voltados para a conscientização e a prevenção do câncer de mama. O sucesso das campanhas realizadas nos Estados Unidos foi tão grande que hoje, quase 30 anos depois, o movimento ganhou adeptos no mundo todo e o Outubro Rosa entrou de vez para o calendário de eventos da área de saúde mundial.

O foco da campanha é lembrar às mulheres que é preciso fazer pelo menos uma consulta de check-up ao ano para assim detectar o quanto antes o tipo de câncer mais comum e uma das principais causas de morte em mulheres, pois quando detectado na fase inicial, as chances de cura aumentam consideravelmente.

A principal manifestação da doença é o nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor. Ele está presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher através do autoexame que deve ser feito mensalmente entre o 7º e o 10º dia contados a partir do 1º dia da menstruação. As mulheres que não menstruarem devem escolher um dia do mês para se examinarem.

Como realizar o autoexame:

  • Mama – Para examinar a mama esquerda, coloque a mão esquerda atrás da cabeça e apalpe com a mão direita. Para examinar a mama direita, coloque a mão direita atrás da cabeça e apalpe com a mão esquerda.
  • Mamilo – pressione os mamilos suavemente. Verifique se há alguma secreção.
  • Axilas – após examinar as mamas, apalpe toda a área debaixo dos braços.

Além do autoexame mulheres acima de 40 anos devem realizar o exame de mamografia anualmente, ele também é fundamental para a descoberta da doença.

A prevenção desse tipo de câncer não é totalmente possível, porém alguns hábitos podem ajudar na manutenção da saúde reduzindo o risco do surgimento da doença, tais como: alimentação, controle do peso e atividade física. Esses hábitos podem reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver o câncer de mama. Também é muito importante evitar o consumo de álcool e tabaco.

Quem tem casos de câncer de mama na família devem ter cuidados redobrados. Mulheres com idade acima de 50 anos também são mais propensas a doença. Mulheres com idade abaixo de 35 anos representam cerca de 5% dos diagnósticos.

Ao contrário do que a maioria pensa, esse tipo de câncer não acomete somente o público feminino. Ainda que uma minoria (cerca de 1% dos casos),homens também podem desenvolver a doença por isso também devem ficar atentos a quaisquer alterações.

O câncer tem cura. Entre de peito nessa luta em especial em outubro, mas a conscientização deve acontecer o ano todo. Ao perceber qualquer alteração, procure um médico. O diagnóstico precoce salva milhões de vidas!