Ir para o conteúdo

Estudar nos EUA: Visto de Estudante ou Mudança de Status?

Você já pensou em estudar nos Estados Unidos? E já procurou saber quais são as oportunidades que o país oferece para estudantes internacionais? Esta pode ser uma ótima opção para quem deseja adquirir a experiência de estudar fora do Brasil e ainda conhecer melhor a cultura e o estilo de vida americanos. Para que essa experiência seja bem sucedida, informação e planejamento são ferramentas essenciais.

Muitas pessoas sabem o quanto a Imigração Americana é exigente quanto à emissão de vistos e à autorização de entrada no país. Isto quer dizer que, se você pretende entrar nos Estados Unidos, independentemente do status do seu visto, é muito importante que você atenda a todos os requisitos exigidos pela Imigração para que a manutenção da sua condição de não imigrante seja garantida. Mostrar para a imigração que você atende a todas as formalidades exigidas para se qualificar como estudante é o aspecto mais importante na obtenção do visto de estudante.

Visto de Estudante x Status de Estudante

Você sabia que existe diferença entre visto e status de estudante? Esta pode ser uma informação essencial na hora de decidir qual o caminho a seguir para se tornar um estudante nos Estados Unidos.

O Visto de Estudante ou Visto F1 é aquele obtido no Consulado do país de origem do aplicante, que o qualifica para estudar full time (em tempo integral) nos Estados Unidos. Por outro lado, status de estudante é a permissão concedida pela Imigração para que o aplicante possa estudar full time (em tempo integral) nos Estados Unidos, ainda que não possua o Visto F1.

Isso quer dizer que o Visto de Estudante somente pode ser obtido no Brasil, mas é possível obter autorização para estudar após a entrada nos EUA, mesmo que o aplicante não possua o Visto F1. Ou seja, se o aplicante entrou nos Estados Unidos como turista, por exemplo, e durante a sua estadia decidiu estudar, existe a possibilidade de solicitar a alteração do status de turista para estudante sem ter que voltar para o Brasil.

Visto de Estudante

Se a sua intenção é aplicar para a obtenção do Visto F1, o primeiro passo é determinar o que você quer estudar. Existem diversas opções para quem quer estudar fora do Brasil: curso de inglês, graduação, mestrado, etc. Quem opta por fazer qualquer outro curso que não seja o curso de inglês precisa considerar que as escolas exigem comprovação de proficiência na língua inglesa, que, na maioria das vezes, é feita através de certificados como o Test of English as a Foreign Language (TOEFL). Contudo, se o aplicante pretende fazer uma graduação, por exemplo, e não possui proficiência em inglês, cursos preparatórios são oferecidos por muitas escolas e universidades americanas.

Após definir o curso, você deve escolher uma escola. Este é um passo muito importante, pois o aplicante precisa ser criterioso em sua escolha. Algumas instituições, embora ofereçam cursos de inglês e/ou aceitem estudantes internacionais, não estão autorizadas pela Imigração a emitir o I-20, que é um documento essencial para a obtenção do Visto de Estudante. Portanto, quando optar por um escola tenha certeza de que a instituição possui autorização para emitir o documento. É importante observar também que cada escola possui seu próprio calendário, requisitos e procedimentos de admissão. Assim, procure se inteirar a respeito do processo de matrícula para não perder datas e informações fundamentais.

Definidos o curso e a instituição onde você deseja estudar e, após se informar sobre os procedimentos, você precisará obter uma carta de admissão da escola que deverá contero curso escolhido. Embora cada escola possua procedimentos específicos para admissão, demonstrar condições financeiras para arcar com as despesas é uma exigência feita por todas elas e também pela Imigração. Nestas despesas estão incluídos os valores do curso, moradia, material escolar, seguro de saúde e uma quantia para despesas extras. Muitas vezes a condição financeira é demonstrada através de um sponsor, ou seja, uma pessoa que se compromete a patrocinar os seus estudos.

Juntamente com a carta de admissão, a escola enviará ao aplicante o I-20, que é o documento exigido pela Imigração para a obtenção do Visto de Estudante. Este documento conterá informações importantes como o nome da escola, o curso e sua duração, se é exigida ou não a proficiência em inglês, como o curso será financiado, etc.

Obtidos estes documentos, o aplicante deverá agendar uma entrevista no Consulado Americano no Brasil e comparecer na data e horário marcados.

Mudança de Status

Todos os requisitos feitos para a obtenção do Visto F1 são exigidos para a mudança de status para estudante, com exceção do comparecimento no Consulado Americano.

Além disso, é muito importante que o aplicante esteja consciente da escolha de aplicar para a alteração do status, pois, além de ter que atender a todas as exigências especificadas, ele deverá demonstrar para a Imigração que a intenção de estudar somente passou a existir após ter entrado nos Estados Unidos. Se o aplicante entrou nos EUA como turista, por exemplo, é importante que ele comprove que, quando de sua entrada a intenção era, de fato, apenas fazer turismo, mas, por determinado motivo, sobreveio a intenção de estudar e, por este motivo, está requerendo a mudança de status.

Qual é a melhor opção?

Na hora de decidir qual a melhor opção para obter autorização para estudar nos Estados Unidos, é preciso que o aplicante observe os requisitos, vantagens e desvantagens de cada procedimento e defina qual deles se encaixa melhor no seu caso. Consultar o site da Imigração e procurar informações sobre pessoas que já passaram pelos procedimentos pode ajudar a tomar a melhor decisão. O importante é sempre ter em mente que, embora não haja nenhuma garantia da obtenção do status ou do Visto F1, a demonstração de que o aplicante se enquadra nos requisitos exigidos é algo que pode ser definitivo para que o requerimento seja bem sucedido.

Para saber mais sobre o visto de estudante (F1), visto de turista e alteração de status nos EUA, assista o vídeo abaixo:

Role para cima